Beyond: Two Souls // Primeiras Impressões


 

Após o sucesso de Heavy Rain, vem ai o próximo jogo da Quantic Dream, Beyond: Two Souls, que está chegando no dia 8 deste mês agora. Mas que tal saber um pouco mais sobre o jogo antes de seu lançamento?
Tive acesso recentemente ao demo do jogo, o que me deu a oportunidade de experimentá-lo e deixar aqui minhas impressões sobre o mesmo.

 

Beyond2S_3A primeira coisa que chama atenção, logo de cara, são os gráficos. Para quem achava que não tinha muito mais espaço para evolução em questão de gráficos depois de Heavy Rain, este jogo prova que isso não é verdade. O nível de detalhamento gráfico do jogo é absolutamente impressionante. A Quantic Dream fez um trabalho impecável em toda a parte visual do jogo, incluindo passar praticamente perfeitamente as imagens de Ellen Page e Willem Dafoe para a protagonista do jogo, Jodie, e Nathan Dawkins, respectivamente. Tudo, tudo em questão de gráficos está impecável em Beyond: Two Souls.
 

 

 

Beyond2S_1A jogabilidade, embora consideravelmente similar a de Heavy Rain, não é igual. Existem as QTEs envolvendo apertar um botão no tempo certo, pressionar repetidamente um botão, mover o controle e outras coisas, como haviam no jogo anterior da Quantic Dream, mas existem também as novidades. A primeira e maior novidade é que o jogo possui dois personagens jogáveis, Jodie e Aiden, cada um sendo controlado de uma forma diferente, e frequentemente alternando entre eles. Enquanto Jodie interage normalmente com o cenário, Aiden, que é um espírito associado a Jodie, tem interações diferentes. Ele pode se mover livremente nas três dimensões, mas não pode se afastar muito da jovem associada a ele, e pode interagir com alguns objetos e pessoas, podendo inclusive entrar no corpo de algumas pessoas. A ajuda sobrenatural de Aiden prova ser essencial para a sobrevivência de Jodie durante o percurso do jogo.
A segunda diferença é quanto a momentos mais intensos do jogo, como situações de combate. Ao invés de apertar botões como as QTEs costumeiras, o jogo ao invés disso fica em câmera lenta durante alguns momentos e o jogador deve mover o stick esquerdo na direção apropriada, de acordo com o movimento que a protagonista estiver fazendo. Se ela estiver dando um soco em direção ao lado direito da tela, por exemplo, o jogador deve mover o stick esquerdo para a direita.
Fica bem claro que a idéia da Quantic Dream não era fazer apenas um jogo como Heavy Rain mudando apenas a história e os personagens, o que é bem interessante.
 
Beyond2S_2E falando da história… O demo mostra pedaços esparsos da história do jogo. Estes pedaços falam um pouco sobre como começa a história de Jodie e Aiden, desde a infância da jovem, até quando ela já está mais velha e passando por situações extremamente tensas. O demo deixa exatamente aquela sensação de “quero mais”, de querer pegar o jogo completo para preencher os espaços entre estes pedaços, entender tudo que está acontecendo e ver como a história termina… O roteiro é bastante promissor.
 
O jeito agora é esperar o dia 8 para ter como conseguir a experiência completa de Beyond: Two Souls. Certamente ficamos ansiosos!
 
Veja abaixo dois trailers do jogo:

 

 

0 comments